Reguengos de Monsaraz


5.00 avg. rating (79% score) - 1 vote

O primeiro Off-Road do Grupo

No passado dia 1 de Abril de 2017, o nosso grupo organizou um passeio todo-o-terreno nas margens do maior lago artificial da Europa, a Barragem de Alqueva, no nosso Alentejo profundo.

Neste passeio, estiveram presentes cinco CRF1000L Africa Twin num total dezasseis motas, visto que o pessoal ainda estava com pouca vontade de sujar as “Rainhas” de lama e pó. Podemos afirmar que foi após este passeio que começámos a ter cada vez mais elementos do nosso grupo despertos para o todo-o-terreno. No passeio Adventure Days 2017, organizado em Maio pela SW-Motech (Rui Baltazar), pudemos assistir à maior adesão de Africas Twin a um passeio todo-o-terreno, desde há bastante tempo atrás – entre o modelo antigo e o novo.

É para nós uma grande satisfação, ver que está a aumentar o número de adeptos do todo-o-terreno dentro do nosso grupo. Esperamos que nos façam companhia em passeios futuros, por esses campos fora. A nossa CRF 1000 L gosta muito de campo…

Em Reguengos de Monsaraz

O encontro foi no Centro Náutico de Monsaraz, onde se juntaram a nós vários amigos adeptos do enduro nas suas “cabras de campo”. Depois de iniciarmos o passeio no sentido norte, tivemos a primeira aventura no Rosário (Alandroal) onde o nosso amigo Valério Gonçalves comprou uma “câmara-de-ar de borracha pura” (esta foi a expressão do dono, Sr. Perdigão), num estabelecimento que é uma mercearia/barbearia/oficina de motorizadas e assim, pôde voltar a juntar-se ao grupo e continuar o belo passeio na sua CRF1000L, após um furo na roda da frente.

Em Elvas atravessamos a ponte da Ajuda para território espanhol e parámos em Olivença para comer, beber e descansar um pouco. Depois de uns bocadillos, umas cañas e um bom convívio, seguimos caminho para Sul.

Após esta paragem para repor energias, recomeçámos o nosso passeio em direcção a Villa Nueva del Fresno onde atravessámos a fronteira de volta para Portugal onde reagrupámos no Centro Náutico de Monsaraz, com direito a beber um Gin com vista para a barragem de Alqueva.

O percurso tinha cerca de 220 Km, onde pudemos desfrutar do nosso montado alentejano por entre sobreiros e azinheiras, sempre com a água da barragem de Alqueva como pano de fundo. As vistas foram sempre fantásticas, a companhia óptima, logo, a satisfação dos participantes era visível nas suas caras.

São essas caras de satisfação que nos incentivam a continuar a organizar passeios, pelo campo ou por estrada mas sempre na vossa companhia.

A todos o nosso obrigado pela participação!

Pedro Saragoça

Empresário alentejano vivendo em Évora, é no campo que se sente bem, seja de espingarda ao ombro ou de roda no ar.